quinta-feira, 9 de junho de 2011

Comida Cigana para os dias de festas

Estas comidas são servidas em dias de festa cigana, não são oferendas para ciganos astrais, espíritos, são comidas que nós ciganos degustamos em nossas festas. Foi retirados de um livro de receitas antigos de meus bisavós que por graças ainda existe.

Papo-de-anjo cigano
Ingredientes
Meio cálice de vinho do Porto(ou similar)
1 ovo inteiro
Mais 12 gemas
3 xícaras de água
Manteiga para untar as forminhas
800 gramas de açúcar
8 cravos-da-índia
Canela em pau
Modo de Preparar
Bata o ovo com as 12 gemas muito bem batido. Unte as forminhas de empada, despeje nela o ovo batido e coloque pra assar. Prepare uma calda com o açúcar e a água. deixe essa calda no fogo, em uma panela funda, até dar ponto, enquanto os doces assam. Depois de prontos, retire os papos-de-anjo das forminhas. Coloque na calda o vinho do Porto. mantenha-a fervendo no fogo e vá jogando, um a um, os papos-de-anjo dentro dela, para que cozinhem mais um pouco. Depois de retirar todos os doces da panela, acrescente na calda o cravo-da-índia e a canela em pau, deixando ferver mais um pouco. Coe a calda em uma peneira, leve-a de volta ao fogo e jogue dentro os papos-de-anjo por mais uns 5 minutos. Deixe esfriar e coloque numa compoteira.

Mãe-Benta Cigana
Ingredientes
200 g de manteiga
200 g de açúcar
5 ovos(gemas e claras separadas)+4 gemas
200 g de farinha de arroz
meio coco ralado(150g)
Açúcar Cristal
Manteiga para untar as forminhas
Modo de preparar
Bata a manteiga com o açúcar até ficar um creme liso e bem claro. Junte todas as nove gemas, uma a uma, batendo sempre entre uma e outra gema. A seguir, bata as claras em neve e junta-a a massa.Por último, acrescente a farinha de arroz e o coco ralado(se quiser uma massa mais fina, pode colocar só leite de coco). Misture até formar uma massa homogênea. Coloque em forminhas untadas e asse em forno quente. Quando tirar do forno, peneire por cima açúcar cristal.

Bolo do Sol
Ingredientes
1 coco
2 copos de água quente
15 espigas de milho verde
1 colher de sopa de maisena
meia xícara de açúcar
1 pitada de sal
1 colher de sopa de manteiga para untar a forma
Modo de preparar
Rale o coco e esprema seu leite, apertando o coco ralado num pano. Este é o leite de coco puro. Junte ao bagaço um copo de água quente e torne a espremer. Repita mais uma vez do mesmo jeito. E você terá um leite de coco mais ralo. Rale o milho verde e misture com o leite ralo do coco. Junte a maisena, o açúcar e o sal e misture tudo muito bem. Separe em duas partes o leite de coco puro; misture metade dele na massa, junte a manteiga e volte a bater. Despeje a massa em uma forma untada e asse em forno quente. Quando o bolo estiver quase pronto, derrame ou pincele o restante do leite de coco por cima e deixe terminar de assar. Este bolo só pode ser retirado da forma depois de frio.

Bolachinhas Ciganas
Ingredientes
150g de manteiga
1 e meia xícara de açúcar
1 ovo inteiro
Mais 2 gemas
1 e meio copo de leite
2 e meia xícaras de fubá fino passado na peneira
2 xícaras de maisena peneirada
1 pitada de sal
Manteiga para untar as formas
Modo de preparar
Bata a manteiga com o açúcar até obter um creme liso e esbranquiçado; junte os ovos e as duas gemas e bata mais um pouco. Acrescente o leite, batendo sempre; coloque a maisena, o fubá e o sal e volte a bater para ficar consistente. Faça bolinhas de massa, achate-as com um garfo e arrume-as em tabuleiros untados. Asse em formo quente, até ficar douradas ou coradas.

Salada Cigana
Ingredientes
1 mamão(400g)
1 manga(500g)
4 colheres de sopa de suco de limão
2 colheres de sopa de rum branco
3 colheres de chá de casca de limão ralada
1 colher de café de pimenta-do-reino branca em pó.
50 g de castanha de caju
200 g de presunto em fatias finas(pode ser cubinhos)
Meia xícara de creme deleite
2 colheres de iogurte natural
Modo de Preparar
Descasque a manga e corte ao meio, no sentido vertical, retire o caroço e corte a polpa em fatias finas. Faça o mesmo como mamão. Arrume as frutas em circulo, em uma saladeira aberta redonda. Misture o suco de limão com o rum e respingue sobre as frutas. depois misture a casca de limão ralada com a pimenta e polvilhe por cima. Parta as castanhas de caju ao meio na vertical. toste cuidadosamente em uma frigideira sem óleo e jogue por cima. Arrume o presunto picadinho bem no meio de tudo. Misture o creme de leite sem soro com o iogurte e sal a gosto; coloque esta mistura sobre os pedacinhos de presunto.

Planter Punch Cigano
Ingredientes
1/2 xícara de suco de laranja
1/2 xícara de suco de maçã
4 colheres de sopa de rum branco
1 colher de xarope de groselha
Pedaços de maçã para enfeitar
Modo de preparar
Misture todos os ingredientes líquidos em um copo de vidro alto(tipo long drink). Enfeite com pedaços de maçã.

Mojito Cigano
Ingredientes
2/3 de xícara de rum escuro
suco de laranja
2 colheres de sopa de hortelã moído picadinho
Modo de preparar
Coloque o rum em um copo de vidro alto, acrescente a hortelã e o suco de laranja. Enfeite com um galhinho inteiro de hortelã.

Ponche Cigano
Ingredientes
3 garrafa de suco de uva
1 garrafa de suco de caju
1 garrafa de extrato de groselha
1 vinho tinto de ótima qualidade
1 vinho branco de ótima qualidade
3 champanhe
Frutas picadinhas a seu gosto de escolha.
Modo de preparar
Em uma poncheira ou jarra misture todos os ingredientes e sirva bem gelado.
Importante: Os vinhos dever ser doces e suaves. Caso queira deixar o ponche mais alcoólico acrescente licor de menta. As quantidades são para 6 pessoas exceto o ponche, é só acrescentar as quantidades de acordo com o numero de pessoas. São iguarias deliciosas, que podem ser servidas em festividades ou para sua família.

A receita, a seguir, é um prato típico cigano.
Charr Tsulhardo
Ingredientes do cozido:
1 repolho médio;
1/2 quilo de costelinha do porco defumada;
1kg de bisteca do porco;
100 gramas de bacon picado
2 tomates vermelhos;
1/4 de xícara de arroz;
1/4 de copo de vinagre
sal, a gosto;
pimenta do reino e pimenta dedo-de-moça, a gosto.
Modo de fazer: Colocar as carnes para cozinhar, em dois litros de água. Juntar o repolho cortado bem fininho, o arroz, os tomates inteiros, a pimenta do reino e o vinagre. Quando o tomate estiver cozido, tirar num prato, amassar e retomar a panela. Acrescentar a pimenta dedo-de-moça e deixar continuar a fervura.

Ingredientes do molho Prejala:
3/4 de xícara do óleo;
1 concha de sopa de farinha de trigo;
2 colheres de colorau (colorífico);
2 folhas de louro.
Modo de fazer: Numa panela do ferro pequena, esquentar o óleo. Colocar a farinha do trigo, mexendo sem parar, até dissolve-la bem. Depois que a farinha estiver dourada, juntar o colorau.
Juntar esse molho à panela do cozido que está fervendo. Deixar ferver por mais 2 minutos e estará pronto. Servir com arroz branco e uma salada. Nota: Essa receita tem a característica de um creme

2 comentários:

Psyche disse...

Muito obrigada! Você sabe onde posso encontrar receitas de pratos salgados típicos?

Obrigada, novamente.

jcnavegador disse...

Psyche, Tenho umas receitas publicada pela minha professora Dolores Freixa Pascual publicado na revista Gula nª 73:
Lulas recheadas à Tapenade;
Ovos à Flamenca;
Cozido Manouche.

Envie email para jcnavegador57@gmail.com

Te envio o modo de preparar, beijos, JcNavegador

JcShow

O que é ser Voluntário!

Acordemos

É sempre fácil examinar as consciências alheias, identificar os erros do próximo, opinar em questões que não nos dizem respeito, indicar as fraquezas dos semelhantes, educar os filhos dos vizinhos, reprovar as deficiências dos companheiros, corrigir os defeitos dos outros, aconselhar o caminho reto a quem passa, receitar paciência a quem sofre e retificar as más qualidades de quem segue conosco... Mas enquanto nos distraimos, em tais incursões a distância de nós mesmos, não passamos de aprendizes que fogem, levianos, à verdade e à lição. Enquanto nos ausentamos do estudo de nossas próprias necessidades, olvidando a aplicação dos princípios superiores que abraçamos na fé viva, somos simplesmente cegos do mundo interior relegados à treva... Despertemos, a nós mesmos, acordemos nossas energias mais profundas para que o ensinamento do Cristo não seja para nós uma bênção que passa, sem proveito à nossa vida, porque o infortúnio maior de todos para a nossa alma eterna é aquele que nos infelicita quando a graça do Alto passa por nós em vão!... Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Caridade. Ditado pelo Espírito André Luiz. Araras, SP: IDE. 1978.